Prática - Nossos valores

Nossos valores

A nossa organização é formada por pessoas diferentes em termos de experiências pessoais, propensões genéticas, aparência, modo de ver a realidade e até objetivos de vida. Mesmo com toda esta diversidade, que vemos como saudável, devemos procurar um pano de fundo comum, algo que nos distinga na paisagem. A adoção de determinados valores em comum deve ser o principal fator que nos caracteriza como equipe.

Proatividade

A essência da proatividade, em um nível pessoal, consiste em se fazer guiar não por condicionamentos genéticos, ambientais ou de criação, mas por valores cuidadosamente selecionados. Sem a proatividade, nem haveria sentido em listar valores a serem respeitados. Por detrás da elaboração desta lista de valores está a suposição de que as pessoas podem escolher o que as controlará. Uma vez assumida esta premissa, podemos propor às pessoas este conjunto de princípios e esperar que elas moldem seu comportamento no plano empresarial de acordo com eles. Outro aspecto importante da proatividade é manter uma atitude atenta e corajosa perante os problemas, ir de encontro a eles e não esperar que nos alcancem. Com frequência um problema está ali, no limite do nosso campo de visão mas fingimos não vê-lo, esperamos que desapareça por si. Quase sempre o problema não desaparece.

Ao contrário cresce e vem em nossa direção. Quando já nos é impossível ignorá-lo ele esta em cima de nós, a nos atropelar. Por outro lado muitas vezes quando o problema está ainda pequeno, basta que dirijamos a ele um olhar, uma pequena ação e o mesmo se desfaz no ar. Com certeza todos nós já tivemos este tipo de experiência, no campo pessoal ou no profissional. Uma vez um parceiro nosso, representante comercial, que já havia trabalhado com outras empresas do nosso mercado deu um testemunho muito gratificante: ele disse que a diferença entre a Prática e os concorrentes é que na Prática as coisas se resolvem. É muito importante manter e desenvolver este aspecto da nossa cultura empresarial. Da mesma forma que devemos ser proativos em relação aos problemas, devemos ser proativos em relação às oportunidades. Garimpa-las, busca-las, examina-las, ir de encontro a elas. As oportunidades estão sempre por aí, disponíveis para quem tiver a atitude certa. Um ponto importante neste valor, tanto em relação a problemas como a oportunidades é que devemos ter sempre a disposição de "ir lá", onde as coisas estão acontecendo, colocar "a mão na massa", "sujar as mãos de graxa" tudo isto faz parte de ser proativo.

Ser proativo é também assumir o controle do próprio tempo, reservando a maior parcela para o que é realmente importante, não se deixando controlar pelo urgente.

Agilidade

A sobrevivência em um ambiente competitivo exige rapidez nas decisões e na ação. "Não é o grande que vence o pequeno, é o rápido que vence o lento". Esta frase nos lembra de não nos sentirmos impotentes enquanto formos pequenos nem nos considerarmos invencíveis quando nosso porte for grande ao nos compararmos a nossos concorrentes mais diretos. Tamanho não é limitação nem garantia de nada.

Mantenhamo-nos sempre ágeis na decisão e na ação. Tenhamos senso de urgência. Se for necessário fazer algo, que seja rápido. Vamos desenhar processos que resultem em rapidez. Se for necessário fazer algo, que seja rápido. Houve um momento na história da Prática em estivemos seriamente ameaçados: na crise energética de 2001, o chamado "apagão", nós fabricávamos apenas fornos elétricos. De repente, do dia para a noite não havia mais energia disponível e nenhuma empresa estaria disposta a investir em um forno que consumisse energia elétrica. Fomos rápidos e desenvolvemos em menos de 90 dias um modelo a gás. Neste caso, nossa agilidade garantiu a sobrevivencia e acabamos por aproveitar uma enorme oportunidade: com a crise, a busca de equipamentos a gás se multiplicou e vendemos como nunca.

Inovação

A busca constante para oferecer cada vez mais valor aos clientes é a base de nossa sobrevivência e crescimento. Porém, inovar não é só uma questão de incorporar mais tecnologia ao produto. Podemos inovar no modo de produzir, de vender, de nos relacionarmos com o cliente. Fazer diferente e mesmo experimentar alternativas com cuidado, porém sem medo exagerado de errar, pode criar condições que nos distanciem de nossos concorrentes. Diferente de melhorar algo, que é também muito importante, de tempos em tempos é necessário fazer mudanças mais radicais, dar saltos, fazer diferente. Uma vez um concorrente se manifestou admirado de como a Prática, a cada feira, ano após ano, parecia uma empresa diferente. Vamos sempre nos avaliar e conferir se não estamos caindo na mesmice. Temos que fazer diferente de nossos concorrentes e diferente de nós mesmos, de como fomos no passado. Vamos deixar de lado o "não se mexe em time que está ganhando" substituindo por "reformule o negócio quando o negócio está bom". A falta de mudança é ruim.

Dedicação ao Cliente

Quem paga nossas contas são os clientes, e é atendendo-os bem que a empresa poderá cumprir sua missão e garantir sua sobrevivência. A equipe toda deverá ter muito clareza sobre este ponto. Devemos surpreender o cliente com nossa atenção diferenciada. A referência dada por nossos clientes atuais sempre será a melhor divulgação. A dedicação ao cliente deve permear toda a organização e não manifestar-se apenas nos contatos pessoais. Deve ser para um cliente em especial mas também para os clientes em geral. Devemos desenhar nossos processos pensando em encantar o cliente. Devemos projetar pensando no cliente, o que ele precisa, como vai usar o equipamento, devemos produzir pensando no cliente, se ele vai gostar do acabamento, se estamos entregando na data certa e assim por diante. A dedicação sincera ao cliente é uma vantagem competitiva difícil de ser acompanhada pela concorrência pois muitas vezes envolve sacrifícios pessoais e financeiros, e poucas empresas estão dispostas a isto. Nossos parceiros comerciais, ao observar como nos comportamos neste campo acabam por ter sua confiança em nós reforçada e retransmitindo esta confiança aos novos clientes.

Respeito

Todas as pessoas são merecedoras de consideração e respeito, e as relações humanas que se conduzem na empresa e com seus parceiros devem se pautar neste princípio básico. Entre os quesitos de uma relação respeitosa está a capacidade de ouvir. Ouvir e entender o que o outro tem a dizer é modo de garantir que a comunicação seja eficaz e faz com que cada um se sinta valorizado e respeitado. Não vamos usar ironia na comunicação, é ineficaz e provoca conflitos. Não vamos usar palavras desrespeitosas ou ridicularizar outras pessoas, principalmente quando há uma ascendência hierarquica na relação. Saber escutar cria excelentes oportunidades de aprendizado.

Vontade de melhorar

Só melhorando continuamente e em todos os aspectos é que vamos nos perpetuar como empresa. Se melhoramos um pouco hoje, amanhã estamos um pouco melhor, é óbvio. Depois de uma semana, melhores ainda. Um mês, um ano, cinco anos. Se colocamos a melhoria continua em uma perspectiva de longo prazo, encontramos um potencial inacreditável. Agora, é possível melhorar todos os dias? Afirmamos que sim, é sempre possível aprender algo novo, reorganizar o posto de trabalho, melhorar um processo, aparar as arestas de um relacionamento. O desafio mais difícil, tanto em termos empresariais como pessoais é "catracar" as melhorias, evitando o fenômeno "dente de serra", melhorando e piorando, melhorando e piorando. Para fugir desta armadilha precisamos conhecer e adotar as posturas gerenciais adequadas, padronizando processos, educando e treinando as pessoas. Admitir os erros e assim aprender com eles é uma importante fonte de melhoria e progresso quem se considera incapaz de falhar já não progride, não sente motivação para o esforço. Quem acha que já sabe tudo o que precisa saber estará, de certa forma, impermeável a novas oportunidades de progredir e acaba adotando posturar incompatíveis com o progresso contínuo. Outro reflexo importante deste valor é que estaremos sempre criando oportunidades de treinamento e educação, para líderes e colaboradores.

Cultivemos um espírito de excelência em tudo o que fizermos, usando as referências mais desafiadoras. Vamos sempre perguntar: o que é impossível, mas que se fosse feito teria um resultado espetacular? Responder a esta pergunta já nos criou belíssimas oportunidades no passado. Vamos nos propor sempre objetivos muito desafiadores, objetivos "impossíveis". Estabelecer metas altas metas e trabalhar firme por elas tem sido forte impulsionador do nosso desenvolvimento. A empresa sempre investirá na melhoria de seu pessoal, pois sabe que é este o principal determinante de seu próprio progresso.

Competitividade

As necessidades de sobrevivência e crescimento impõem um estado permanente de atenção ao mercado e aos concorrentes. Quando formos atacados pela concorrência, não vamos esperar para ver: Defendamo-nos imediatamente e com força. Do lado proativo, ataquemos antes. Tenhamos coragem, quando for o caso, de atacar a nós mesmos, antes que o concorrente o faça. Lutamos pela participação no mercado mas também por cada pedido em particular, por cada meta proposta.

Competitividade significa também auto superação e foco nos resultados. Sabemos que, ao final, a medida do nosso sucesso como equipe serão nossos resultados financeiros. Sem resultados financeiros brilhantes não conseguiremos de fato fazer a diferença e atingir nossas metas nos campos humano e social.

Comprometimento

A empresa, que somos nós todos, pessoas que a compomos, precisa que cada um ofereça não menos que o máximo de si, com boa vontade e profissionalismo. A forte e evidente adesão a este valor é fundamental para toda a equipe de gestão e condição para manutenção do líder na condição de líder. Os líderes são referências para toda a equipe e um líder não comprometido pode ser muito prejudicial. Sabemos que nem todos tem a disposição ou perfil para estar "forte e evidentemente" comprometido. Respeitamos este fato, entretanto não queremos esta pessoa em uma posição de liderança e talvez nem mesmo na equipe. O resultado, nosso sucesso como grupo, depende de todos e se uns limitam o sua dedicação a um determinado patamar, estarão prejudicando os demais.

Comprometimento com a empresa significa comprometimento com seus objetivos. Uma equipe comprometida leva a sério datas, indicadores, compromissos assumidos interna e externamente.Uma equipe comprometida mantém a necessária disciplina em relação aos processos estabelecidos.

Espírito de Colaboração

As pessoas tendem a apoiar quem as apóia. Lembrando disso, vamos fazer com que a colaboração mútua (entre nós e em relação aos parceiros) seja base para um crescimento constante. Internamente, fomentar um ambiente de confiança e mútua colaboração é essencial para criar uma equipe de sucesso.

Externamente, nós procuraremos antecipar nosso apoio a clientes, fornecedores e outros parceiros comerciais. A nossa firme crença nessa tendencia nos leva a isso. Nem sempre teremos de volta o apoio que antecipamos, entretanto sabemos que é uma questão estatística e na maior parte das vezes teremos a contrapartida de apoio.

Esta rede de apoios, interna e externa, será a base consistente para o alcance dos nossos objetivos.

Gratidão

Ninguém constrói nada sozinho. Saber reconhecer a ajuda do outro e manifestar-se em relação a isso cultiva um ambiente propício à convivência humana saudável e produtiva. Dar reconhecimento aos liderados, agradecer os parceiros, com sinceridade reconhecer que dependemos uns dos outros nos previne da ilusão da autosuficiência, consequente soberba e provável queda.

Honestidade e Integridade

O interesse imediato não pode se sobrepor aos valores humanos maiores e à confiança das relações que sustentam nossa empresa. Vamos, em cada situação, identificar onde está a ética, onde está o "bem" e seguir por aí. Ao final, terá sido o melhor caminho.

Ser íntegro é quando nosso discurso, a nossa conversa, estão alinhados com o nosso comportamento. É quando seguimos a voz da nossa própria consciência e optamos pelo que sabemos que é certo. Sejamos sempre transparentes, saibamos reconhecer quando erramos e arcar com as consequências do erro, de forma a que os outros não sejam prejudicados.

Austeridade

Nossos recursos devem ser utilizados com inteligência e parcimônia, sem ostentação ou desperdício. Uma das melhores maneiras de ganhar dinheiro é parar de desperdiçá-lo. Temos que combater o desperdício em todas as suas formas: energia, tempo, estoques excessivos, materiais, processos mal elaborados e erros repetidos.

A austeridade impõe o foco no resultado financeiro da empresa, que é indispensável ao cumprimento de todos os outros objetivos.


Klimaquip Endeavor Mercatus Abiepan Abip Bunge Amipao Propan Abaga Abrasel Fipan Equipotel Europain IBA Fispal Fispal Wiesheu Nestlé Professional AB Uniformes
Formas de pagamento

PRÁTICA PRODUTOS S.A.
Matriz: Rodovia BR 459, km 101 - 37.550-000 - Pouso Alegre /MG - Brasil Tel: +55 (35) 3449-1200 - Fax: +55 (35) 3449-1224
Filial São Paulo: Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 551 - Pinheiros - CEP: 05.415-030 - São Paulo /SP - Brasil Tel/Fax: +55 (11) 2526-1200
Filial Rio de Janeiro: Av das Américas, 505, Loja A - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro /RJ - Brasil Tel/Fax: +55 (21) 2484-8450
Copyright 2014 © Pratica Produtos S/A. Todos os Direiros Reservados Planejamento e Criação: Arquet | Tecnologia: Hardeman-IT

Busca de pedido
Português Espanhol Inglês